10 de abr de 2013

Pintura decorativa

8 - Falso Mármore

No tópico de hoje falo sobre falso mármore. E uma técnica que exige um pouco de experiência ou treino antes de executar no local definitivo. O efeito é muito bonito e compensa o trabalho. Pode ser usado como fundo ou como motivo central. 
Recapitulando os assuntos anteriores:
Tópico 2: Corantes Naturais
Tópico 3: Fundos
Tópico 4: Esponja e vela
Tópico 5: pente e falso linho
Tópico 6: Plástico e tecido
Tópico 7: Falso granito

Falso mármore amarelo como motivo central, tampo de móvel.

Falso mármore usado como fundo de uma falsa grega, borda de baú.

Prepare a madeira passando duas camadas de gesso, lixando bem cada camada. Para esta técnica e muito importante que a superfície esteja bem lisa, sem marcas de pincel ou enrugado. Tenha uma foto com o modelo que deseja seguir. Estude bem os veios e as mudanças de cores.
Prepare as cores: uma parte de tinta para duas de água. Na foto do tampo usei as cores: amarelo, branco, roxo e terra natural.

Molhe uma esponja marítima o suficiente para que fique úmida.Com as tintas preparadas faça um esponjado positivo em toda a superfície,  vê explicação aqui. Usando uma cor de cada vez.  Lembre que uma esponja mais carregada de tinta deixará marcas maiores, e uma menos carregada marcas menores. Faça "manchas" maiores e mais concentradas em algumas zonas. Lave bem a esponja sempre que necessário. Use um pincel, redondo, longo e bem macio, e vá passando sobre as manchas com um movimento de 8 para suavizar o esponjado. Isso deixará as manchas mais espalhadas e mais lisas. Se algun lugar ficar muito carregado de tinta, retire com a esponja úmida. 

Prepare a tinta para os veios: uma medida de tinta para duas de água. (No mármore amarelo usei: roxo, uma ponta de branco e outra de terra natural) Ajuste a tonalidade de acordo com o seu modelo. 
Para pintar os veios use um pincel redondo, bem fino e de cabo longo. Segure o pincel como o maestro segura sua batuta, isso mesmo bem na ponta do cabo. Molhe o pincel na tinta, deixe o braço bem solto e vá fazendo os veios, seguindo uma linha diagonal (As linhas não devem se cruzar como um x ou uma +, os cruzamentos devem ser mais longos e suaves). Os veios do mármore são irregulares, meios tortos. Os veios principais são mais grossos e longos, os secundários mais finos e discretos. Lembre-se dos desenhos das bacias hidrográficas das aulas de geografia! Os desenhos formados pelos veios devem ser irregulares tanto de tamanho como de forma. Dê destaque a alguns desses detalhes pintando com a cor mais clara usada no seu mármore.  Proteja com um verniz incolor. 

6 comentários:

  1. Aí Regina,
    Do jeito que você descreve até parece fácil, o resultado é lindo mas será que eu consigo!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Regina,
    Que lindo que fica!
    Um super efeito, adorei!
    Engana mesmo, super explicado.

    Legal a matéria 'em família'.
    :)
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Dalila e Maria,
    É que realmente não é difícil, claro que requer um pouco de treino, mas tudo se resume a paciência e treino. Quando fui fazer meu primeiro curso também achava tudo difícil, eu e o resto da turma, o professor costumava brincar que não queria ninguém morrendo de apneia, que era possível pintar e respirar ao mesmo tempo!
    O mármore é um trabalho de muitas etapas, e aí entra a paciência. Já o granito é rápido.

    beijo

    ResponderExcluir
  4. Regina, nossa seus trabalhos estão tão perfeitos...
    Esses seus posts estão me dando tantas idéias... inclusive para usar em outros suportes além da madeira!
    Obrigada pela generosidade de compartilhar todas estas dicas.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane,

      Que bom que gostou, fico muito feliz. Falo em madeira por ser meu material preferido e onde mais trabalho, mas pode ser usado onde quiser. Quando treino faço no papel, nas aulas fazia na parede ou na madeira. Em outros suportes também deve fica bom. Gosto de compartilhar, se servir a uma pessoa já fico contente.
      Beijo

      Excluir
  5. Nossa mulher que coisa mais rica. Parece mármore mesmo. Tenho certeza que se um dia tentar vou errar na primeira, na segunda e talvez acerte na terceira. A persistência, a prática e uma excelente professora fazem a diferença.

    Bjsss e obrigada pelo PAP. Vai pra apostila de pintura.

    Kaku

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário