31 de jan de 2013

Etiquetas feitas em casa

Às vezes tenho necessidade de uma etiqueta em tecido para colocar nos trabalhos. Já pensei em mandar fazer e até fui encomendar. Levei um susto com a quantidade mínima: 5000!!! Como assim? Não pode ser 100 ou 200? Que já é um numero enorme de "próximos trabalhos"! Tentei fazer bordada na máquina, mas fica muito grande. Fui procurar na internet como fazer em casa e encontrei um PAP que usa a impressora doméstica. É bem fácil e explicado, confira aqui. Foi vapt-vupt e já tenho etiquetas!

Usei algodão cru e segui o pap, com exceção do referente ao "Freezer Paper", ou papel encerado (não encontrei) que substitui por uma folha de acetato, das usadas em retroprojetor,  que pulverizei com cola reposicionável em spray.
Agora tenho de vários tamanhos, layouts, coloridas ou preta e principalmente na quantidade das minhas necessidades! 

28 de jan de 2013

Cesto de metal com pássaros

Depois de mais de um ano sem pintar recomecei com estes cestos. Nem sei por que escolhi o metal. Queria pintar logo e o formato da peça, que pode ter inúmeras utilidades, me atraiu na hora da escolha. O motivo escolhido para o cesto na cor terra ficou por conta da paixão por pássaros. Já o amarelo foi sugestão de uma amiga que adora cogumelos. 

24 de jan de 2013

Inspirações

Com a internet ficou muito fácil decorar ou fazer pequenas mudanças na arrumação da casa. São tantas ideias, inspirações, fotos ou PAPs que podemos mudar a decoração toda semana. O marido já olhou com cara de assustado! O post de hoje é uma pequena seleção de projetos rápidos, fáceis e baratos.

Criatividade surpreendente! Usar fita crepe e tinta spray para transformar uma moldura simples em elegante e dá  um "upgrade" na decoração.
Antes e depois
Encontrei aqui
Esta cabeceira dá vontade de fazer na hora! Lindo, rápido e barato!
Encontrei aqui
Para as crocheteiras estes delicados quadrinhos! 
encontrei aqui
Ou sair forrando tudo com tecido! Gostei muito da prateleira forrada.
aqui 
Um circo na parede, talvez o projeto mais demorado mas com resultado belíssimo.
pinterest

21 de jan de 2013

Guardiões

Em Pequim, meu local de passeio preferido eram os templos. Dá pra imaginar como andei naquela cidade. Tudo me atrai nos templos: a arquitetura, a atmosfera, o perfume de incenso, as cores vivas e as figuras veneradas. Uma em particular me chamava à atenção: os guardiões. Estão sempre na entrada do templo, pintados ou esculpidos. Grandes, imponentes. Um para cada ponto cardeal. Como o nome diz guardam o templo afastando os maus espíritos com sua expressão assustadora. Aqui minha representação do Guardião do Norte e do Guardião do Sul.

Acrílico em tela

17 de jan de 2013

Varanda: antes e depois

Ficar uns momentos sem fazer nada só olhando os pássaros e muito bom! Descansa e repõe as energias. Minha varanda já passou por várias mudanças na tentativa de encontrar a poltrona perfeita, bonita e confortável. A primeira era bem agradável e também foi reformada, veja aqui. Virou o local preferido do cão "chokito", gostava tanto que comeu as duas! Na segunda tentativa coloquei uma poltrona forrada com tecido de algodão bem macio. A cor laranja-vivo trazia muita energia. Mas não resistiu ao sol, desbotou e começava  a puir. O jeito foi forrar com um tecido impermeável e resistente, próprio para área externa. Pena não ter encontrado laranja! Só falta o pufe para os pés!

                           Antes 1
                                          Antes 2



                                                                    Depois!!!

14 de jan de 2013

Sachê com pinhas

Passadas as festas procurei um jeito de reciclar as muitas pinhas que usei na decoração de natal. As naturais deixei em um cesto na varanda para acender o fogo da churrasqueira. As pintadas com purpurina em spray usei para fazer um sachê e perfumar a casa. Ficou uma maravilha!


Material:
Pinhas, óleo essencial de sua preferência, um recipiente grande, um saco de papel e um saco plástico.

1 - Coloque as pinhas no recipiente (grande o suficiente para ficar uma única camada).
2 - Para 8 pinhas usei: 20 gotas de óleo de lavanda, 10 de terra e 10 de laranja. Vá pingando as gotas de óleo essencial sobre as pinhas e girando para que receba em todos os lados.
3 - Coloque as pinhas dentro do saco de papel e feche. Coloque o saco de papel dentro do saco plástico e feche bem. Deixe repousar por 8 dias. Passado esse tempo retire e use.
    



10 de jan de 2013

Libélulas na mesa

Gosto muito de libélulas. São rápidas, leves e graciosas. Combinam perfeitamente com a decoração de jardins e outras áreas externas. Aqui algumas nos anéis de guardanapos feitos com contas coloridas. Para decorar e alegrar a mesa da varanda.
Para a sexta criativa do Assim, sim.
Não tem o passo a passo, mas é simples e basta seguir o esquema abaixo.
Para a libélula usei arame fininho. No centro da cabeça coloquei uma conta maior. Para prender o guardanapo usei um arame mais grosso e firme em forma de espiral e cheio de continhas. Faça o acabamento em uma das pontas (dobrando o arame em volta do alicate, ou cole uma conta com cola de contato) a outra ponta prenda na conta grande no centro da cabeça.

7 de jan de 2013

Pão Integral

Pão. Nome tão pequeno para um alimento universal e tão variado: branco, integral, de centeio, cereais, nozes, brioche, ciabatta, baguete, italiano... nem magino quanto outros existam! Só sei que amo pão! Não passo um dia sem. 
Integral, branco, macio ou crocante, gosto de todos.  Mas sou exigente!  Não me venha com esse pãozinho que desmancha com um apertão, ou os "pseudo-italianos" que não pesam nada só tem tamanho. Pão tem que ter sabor, consistência e crocância  - se for o caso. Minha memória é gastronômica e das coisas que sinto saudade de onde morei são os pães e queijos. Minha cidade não é um modelo nesse assunto. Como não encontro nada parecido por aqui fico testando receitas tentando encontrar o sabor das lembranças.
Esta é uma das receitas que adotei e tenho feito com frequência. Para quem tem a sorte de morar perto de boas padarias pode não valer a pena o trabalho e a espera, mas pra quem, como eu, não tem essa facilidade, vale.  
Parti da receita original do Jim Lahey, da Sullivan Street Bakery, que anda rodando pela net,  e coloquei os meus ingredientes de preferência. É muito simples e, como o nome diz, não tem o processo de amassar. O segredo da receita está no tempo de fermentação: de 12 a 18 horas e na forma de assar, dentro de um recipiente fechado e já aquecido. A simplicidade de preparar a massa compensa a longa espera pelo pão.

PÃO INTEGRAL Sem Sovar

350 g de farinha integral
50g de aveia em flocos
1 c. (sopa) de semente de girassol
1 c. (sopa) de semente de gergelim
1 c. (sopa) de semente de linhaça
1/2 c. (café) de fermento granulado
1 c. (café)  de sal
350 ml de água

Coloque os ingredientes secos em um recipiente grande. Adicione a água e misture um pouco, o suficiente para incorporar tudo. A massa ficará grudenta e mole. Cubra com filme plástico e deixe descansar em temperatura ambiente por no mínimo 12 horas (a receita com farinha branca deixei as 12 horas, a com farinha integral ficou 15 horas (preparei a noite para assar no dia seguinte).

Passado esse tempo a massa deverá ter dobrado de volume e estar cheia de bolhas. Enfarinhe uma superfície (usei farelo de trigo e mais sementes) e coloque a massa; enfarinhe as mãos e puxe as bordas para o centro formando uma bola. Forre um cesto de palha ou bacia com um guardanapo, ou pano de prato não felpudo, polvilhe com farinha, farelo de trigo ou aveia e coloque a massa com as pontas para baixo. Cubra com outro pano e deixe descansar por 2 horas. 

Meia hora antes do fim do crescimento da massa, aqueça o forno á 230° C. Coloque uma panela com a tampa (que seja resistente a altas temperaturas: ferro fundido, inox, vidro ou cerâmica) no forno. Passado a última meia hora retire a panela e a tampa (com cuidado). Segure o pano com a massa por baixo e vire de uma vez na panela (as dobras da massa devem ficar para cima). Tampe e leve novamente ao forno por 30 minutos. Terminado esse tempo retire a tampa com cuidado e deixe dourar por mais 15 minutos ou um pouco mais se gostar bem douradinho. Retire do forno, desenforme e espere esfriar totalmente antes de fatiar e "Bon appétit".

3 de jan de 2013

Presentinho I

Começo 2012 animada e com dois post!  Vou mostrar os presentinhos "feitos por mim" para as filhas.

Quando vi esta bolsa no Amora's Craft, me encantei e decidi fazer para a filha que aniversaria pertinho do Natal. Muito fácil, em um dia e meio as três estavam prontas. Demorou um pouquinho mais pelo bordado que fiz nas bolsas em linho. Foi o presente ideal para a filha, que adorou ganhar e eu adorei fazer.



 Lá no clubinho da costura tem o molde e o passo a passo

Tem mais no próximo post, vai lá!

Presentinhos II

Dentro da "caixona" de natal, (não chegou a ser um caixote J), enviada para a filha que mora longe tinha estas almofadas da Mary Poppins, um dos seus personagens infantis preferidos.

Para lembrar que sonhar é muito bom!
Também veio do Amora´s Crafts, que é um amor e compartilha muita coisa legal!

1 de jan de 2013



2012 foi um ano de readaptação depois de muitas mudanças. Mudei de hemisfério, de continente, de país, de cidade e de casa! E consegui continuar fazendo o que mais gosto: criar. 
Por isso quero começar 2013 agradecendo a todos os que passaram por aqui e deixaram palavras carinhosas e cheias de incentivo e aos que compartilharam e dividiram sem restrição. Muito obrigado a todos.

Que 2013 seja um ano cheio de boas novas e muita criatividade!!!

Volto na quinta com novas postagens.