31 de jul de 2014

Broa de fubá e polvilho

Broa de milho não fazia parte da minha dieta até pouco tempo, por recomendação médica estou diminuindo o consumo de produtos com glúten, o amado e querido pão, que antes comia todo dia, agora só duas vezes na semana. Folheando um antigo livro de culinária encontrei uma receita de broa de fubá e polvilho e resolvi testar. Gostei muito do resultado, fica macia por dentro e crocante por fora, a receita rende bastante e fica ótima mesmo depois de congelada!

Ingredientes:
2 xícaras de fubá
1 1/2 xícaras de polvilho doce
3 1/2 xícara de leite
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de açúcar (opcional, na minha não usei)
1/2 colher de chá de sal
2 colheres chá de erva-doce (opcional)
5 ovos
1 colher sopa de fermento em pó

Preparo: Peneire o fubá e o polvilho juntos e reserve. Em uma panela junte o leite, o óleo, o sal, o açúcar e a erva doce e leve ao fogo até ferver. Diminua o fogo e junte a mistura de fubá e polvilho, mexendo bem para não empelotar. Cozinhe a mistura até soltar do fundo da panela. Deixe esfriar um pouco e acrescente os ovos um a um até ficar bem incorporado (faço na batedeira com gancho de pão). A massa deve ficar pegajosa, como a de pão de queijo. Deixe esfriar completamente e junte o fermento, misturando bem. Unte uma xícara de chá com água e polvilhe com fubá. Pegue colheradas da massa, coloque na xícara e gire um pouco, até a massa ficar uma bolinha coberta de fubá (lembre-se de colocar fubá na xícara antes de cada massa). Coloque as bolinhas prontas em forma bem untada. Leve ao forno pré-aquecido, 190ºC, até ficarem douradas. Bon appétit!

A consistência pegajosa da massa, e passando no fubá com auxilio de uma xícara.
Retirando da xícara e colocando na forma com ajuda de uma colher.
Bastam alguns minutos no forno quente e as rachaduras começam a aparecer!!!

24 de jul de 2014

Móvel chinês

Alguns dos meus trabalhos são bem demorados e este móvel em estilo chinês é o campeão de todos. Comecei a pintá-lo em setembro do ano passado e só terminei agora. Queria algo vermelho e preparei logo a base, mas não tinha certeza das outras cores, dos desenhos ou do estilo que usaria. Além da já citada falta de tempo andava cansada e bateu uma preguiça de começar um projeto grande. Coloquei o móvel no quarto de visita e fui deixando o tempo passar. Quando voltei das férias, descansada e cheia de energia, resolvi que deveria terminar o móvel antes do final de julho. Escolhi o estilo oriental, partindo daí pintei um motivo de arabesco com flores de lótus nas portas e um trançado nas laterais, tudo em dourado. Também usei o preto nos detalhes e um fecho em metal chinês para completar o estilo. Aproveitei cada minutinho livre e cada réstia de luz para completar a pintura dos motivos e dos detalhes. Enfim, antes de completar um ano, o móvel voltou para o antigo posto, agora com roupagem completa e bem elegante! 

De volta ao lugar.
Detalhe do fecho estilo chinês.

Aproveitando os últimos raios de luz para pintar alguns detalhes.
Passando o veniz no sábado ensolarado.
Ele e o irmão no estado original.

17 de jul de 2014

Focaccia de ricota, azeitona e parmesão

Marido adora focaccia, também quem não gosta né? Tenho esta receita há muito tempo e faço com frequência. Sempre improviso na cobertura, nesta da foto coloquei ricota, azeitona e parmesão, ficou uma delícia!
Ingredientes massa:

300 g de farinha de trigo
170 a 180 ml de água
1 colher de chá de fermento granulado
1 colher café de sal
1 colher sopa de azeite

Ingrediente cobertura:

1/2 xícara de ricota seca
1/4 xícara de parmesão ralado
1/4 de azeitonas picadas
Azeite

Preparo:
Em uma tigela grande junte a farinha e o fermento, mexa bem. Junte o sal, o azeite e a água aos pouco, amassando com os dedos até formar uma massa (uso a batedeira com gancho para pão). Sove a massa por cerca de 10 minutos, até ficar elástica. Forme uma bola, coloque em um recipiente untado de azeite, cubra e deixe crescer por cerca de 1 hora, ou até dobrar de volume. Retire a massa para um plano de trabalho, estenda a massa com as mãos até formar um retângulo. Unte uma forma com azeite, coloque a massa e deixe descansar por 15 minutos. Usando os dedos faça vários furos na massa, pincele com azeite. Junte os ingredientes da cobertura e espalhe por cima, tendo o cuidado de não abaixar a massa, regue com bastante azeite e leve ao forno quente, 200ºC, por cerca de 20-25 minutos. Bon appétit!

 Tive que correr para fazer a foto, começou a ser devorada assim que saiu do forno pelando de quente!

10 de jul de 2014

Mini vaso de papel Kraft

Adoro a versatilidade do papel kraft, sempre me surpreendo com tantas opções. Já mostrei alguns porta moedas, veja aqui, agora vou mostrar como se faz o mini vaso que aparece no painel porta chaves, veja aqui. O vasinho é tão versátil como o papel, pode ser pendurado em qualquer lugar e alegrar um cantinho com uma flor. É muito fácil, rápido e fica muito bonito. 


Material: papel kraft, régua, esquadro, estilete, cortador circular, cola e 1 tubo de vidro. Passe o risco para o papel kraft (não uso carbono, faço a marca bem forte) e recorte.

Com o cortador circular faça dois pequenos circulos, una os dois círculos formando um retangulo, suficiente para o tubo entrar. Vinque bem forte nos locais indicados (pontilhados no risco).
Cole aba lateral unindo os dois lados, pendure o suporte e introduza o tubo de vidro. 
Risco, determine as medidas e desenhe quatro triângulos, como na foto. 

3 de jul de 2014

Porta chaves - Antes e depois

Mais uma reciclagem por aqui, um velho quadro de aviso que andava pedindo ajuda para voltar a velha forma. Com a muldura solta e a cortiça cheia de falhas foi necessário uma reforma geral. Agora virou um porta chaves para a área de serviço, ainda tem lugar para notas e bilhetinhos, mas a função principal e organizar as chaves que ganharam lindas etiquetas.

O antes.
Um ganchinho bonitinho para as chaves. 
Cobrir a cortiça com linhão cru, o mesmo usado para tela de pintura e pintei a muldura de verde. 
As etiquetas.