22 de jun de 2015

Granola

Adoro uma granola bem crocante e levemente adocicada, meu acompanhamento perferido para a fruta ou iogurte na hora do lanche. Como não posso comer açúcar e tenho intolerância a determinados adoçantes prefiro fazer a minha. Na receita apresentada constam os ingredientes que mais gosto, uma vantagem de fazer em casa , mas é só mudar para os da sua preferência.   


Ingredientes:
2 xícara de aveia em grãos grandes
1/2 xícara de quinoa suflada
1/2 xícara de amêndoas picada grossa,
1/4 xícara de passas
3 colheres (sopa) de gergelim cru com casca
3 colheres (sopa) de sementes de girassol crua
3 colheres (sopa) de linhaça
3 colheres (sopa) de chia
2 a 3 colheres (sopa) de xarope de agave ou mel para quem pode.

Em uma panela de fundo grosso torre o gergelim e as sementes de girassol, fogo baixo e mexendo sempre até tostarem. Retire da panela e reserve. Coloque a aveia na panela e toste em fogo baixo  mexendo sempre para não queimar. Quando estiver tostada desligue o fogo, e com a panela ainda quente junte os outros ingrediente secos e misture bem. Vá despejando o agave ou mel em fio, pouco a pouco, mexendo bem para cobrir os grãos. Deixe esfriar completamente, deixo 3 ou 4 horas coberto com um guardanapo de tecido, em seguida guarde em recipiente hermético. Bon appétit!

15 de jun de 2015

Móbile infantil

Nos próximos dias vou visitar a filha grávida e levo na mala alguns presentes, um deles é este móbile com nuvens, chuvinha colorida, a lua e até dona maricota, a gatinha da casa, que de lá pode ficar observando tudo. Tem fotos do protetor de berço, da manta, das toalhinhas e da almofada de dinossauro, mas para não deixar a postagem muito grande e vocês cansados com a curujice da avó mostro os outros itens depois.
  video

8 de jun de 2015

Um pouco de fluorescência.

Moro em uma casa sem jardim. É bonita e funcional, foi feita com atenção e muito capricho pelo proprietário que optou por cobrir a área externa com cerâmica ou pedras. Nas laterais tem algumas palmeiras, ficus e um sobreiro, árvore da qual se extrai a cortiça. São árvores resistentes porém sem flores. No pátio tem alguns vasos grandes onde,  em março, plantei lavanda - que já colhi e usei para decorar a mesa, petúnias e morangos. Agora com a chegada do verão comprei mais plantinhas e achei que um pouco de fluorescência daria um toque alegre aos cachepot de zinco, que foram decorados com listras e ao caixote, usados antes para transportar as mudas, e agora serve de apoio para os novos vasos de flores.
,

1 de jun de 2015

Polenta gratinada

Polenta quente e fresquinha é uma delicia e come-se sem parar, pelo menos é o que acontece na minha casa, mas o quê fazer quando sobra? Como não gosto da versão frita, primeira opção para aproveitar as sobras, costumo cortar em pedacinhos e colocar na sopa. Graças a um passatempo prazeroso, folhear antigas revistas de culinária, encontrei esta receita deliciosa e agora até fico contente quando tenho sobras de polenta para gratinar.


Ingredientes

250 g de farinha para polenta
1 litro de água
5 tomates bem maduros
10 cogumelos cortado em lâminas
100g de parmesão ralado na hora
100g de molho bechamel comprado pronto
1 colher de sopa de azeite de oliva
Sal, manjericão e pimenta a gosto

Prepare a polenta a sua maneira ou seguindo as recomendações do fabricante. Coloque em um recipiente com altura de mais ou menos 3 cm e deixe esfriar. Tire a pele e as sementes do tomate e corte em rodelas, tempere com sal e pimenta. Refogue os cogumelos no azeite deixando secar bem o líquido. Quando a polenta estiver fria, corte em tiras de 1cm e depois em pedaços menores, formando pequenos retângulos. Em um refratário arrume uma camada de polenta levemente inclinada, por cima uma camada de tomate e uma camada de cogumelos, repita até preencher tudo. Rasgue folhas de manjericão por cima, cubra com o molho bechamel, polvilhe com o parmesão e leve ao forno quente, 180 graus, por 15 minutos. Retire quando estiver gratinado e regue com o azeite, sirva quente. Bon appétit!