28 de jan de 2019

Caixas de cortiça decoradas

Portugal é o maior produtor mundial de cortiça. Quando alguém abre uma garrafa de vinho em qualquer lugar do mundo é bem provável que esteja tirando uma rolha feita a partir da casca de um sobreiro (árvore nacional) nascido no Alentejo. A cortiça não é usada só para tampar garrafas. Por ser excelente isolante térmico e acústico e também muito resistente ao atrito pode ter vários usos. Em Portugal é, entre outras utilidades, matéria-prima para muitos artesãos e designers que criam lindas peças de uso pessoal, decorativo ou utilitário. São bolsas, carteiras, sandálias, bijuterias, banquinhos, luminárias, fruteiras, baldes, bandejas e muito, muito mais. Sendo admiradora do produto local é claro que na hora de escolher organizadores para as miudezas da sala escolhi caixas forradas com cortiça. Para deixar as caixinhas com jeito de artesanato usei canetas Posca para pintar flores, peixes e matrioska nas tampas. 


Nas fotos a baixo mostro dois utensílios feitos em cortiça: a fruteira foi comprada em uma feira de artesanato em Lisboa, já o Tarro com sua terrina é uma peça do Projecto TASA, onde jovens designers usam produtos do artesanato tradicional como: a cortiça, o barro, a palha e a lã para criar ou recriar lindas peças. (clique no catálogo e veja as peças do Projecto TASA) 


Um comentário:

  1. Olá Regina, a cortiça de fato está em alta, os novos designers encarregaram-se de repaginar o produto e fizeram-no em boa hora, pois o sucesso tem sido muito. Suas caixas estão umas delicadezas, as cores, lindas, adoro, adoro, adoro! Beijos.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário