13 de mar de 2013

Pintura Decorativa

 4 - Esponja e vela

Série "Pintura Decorativa". Continuando no tópico de preparação dos fundos. Se perdeu veja aqui. Já falei de fundo com madeira aparente, fundo pintado, falsa madeira e pátina suave, veja aqui. Hoje o tema é pintura com esponja e vela.

Pintura com esponja
A pintura com esponja é uma técnica muito fácil. Pode ser feita em cima de uma pintura já existente e é excelente para cobrir pequenos defeitos da madeira. Pode ser feita com a mesma cor, em tons diferentes, ou com cores contrastantes. Para melhor resultado procure usar cores que se harmonizem.
Pode ser "Positiva", quando se acrescenta uma cor, ou "Negativa" quando a cor é retirada, os resultados obtidos são distintos. A melhor espoja para esta técnica é a marinha, como é irregular a pintura não fica repetida.

Esponja Positiva:

Depois de preparar a madeira, veja aqui. Passe uma mão de gesso e deixe secar bem. Lixe levemente e passe duas camada da cor de base, lembrando-se de deixar secar e lixar levemente cada mão. Prepare a segunda cor,  a mesma tinta em tom diferente ou outra cor contrastante. Dilua com água, deve ficar como um creme mole. Amacie a esponja: molhe em água e aperte bastante para retirar o excesso. Coloque uma camada fina de tinta em um prato. Bata a esponja na tinta, levemente para não encharcar, retire o excesso em jornal. Comece a carimbar a madeira batendo suavemente e virando a esponja para que o motivo impresso não se repita. Renove a tinta na espoja sempre que necessário. A tinta de base fica parcialmente encoberta. O resultado final vai depender do quanto foi esponjado. Comece levemente deixe secar e se achar necessário esponje novamente.

Esponja Negativa  


Mesmo preparo anterior no referente a tinta de base e ao preparo da segunda cor. A diferença é que a cor diluída será passada com um pincel largo e antes de secar "retirada" com a esponja bem seca, deixando a tinta anterior aparente. Para uma área grande convém ter vária esponjas. Deve-se fazer por partes para que a segunda cor não seque. Deixe secar bem antes de aplicar o risco do motivo a ser pintado ou o acabamento.


Detalhe de fundos trabalhado com esponja
Pintura com vela
Técnica que cria efeito de desgaste ou envelhecido. De fácil execução e normalmente usada em pequenos locais da peça, uma gaveta, perto de puxadores, nos canto, ou em tampas. O resultado é mais evidente quando feito com cores contrastantes.


Prepare a peça como indicado no tópico: Preparo da madeira. Passe uma mão de gesso e deixe secar bem. Lixe levemente e passe duas camadas da tinta de fundo (que aparecerá nos detalhes desgastados). Lembre-se de deixar secar e lixar cada mão. Com uma vela esfregue forte em algumas áreas ou em pontos de desgaste: bordas, batentes e cantos. Passe a segunda cor e deixe secar completamente. Com uma palha de aço fina (000) ou lixa superfina esfregue forte onde passou a vela. A segunda cor sairá deixando aparecer a cor de fundo.

Se não quiser desgastar o motivo pintado deixe para pintar depois de passar a palha de aço. Se ao contrario deseja desgastar o motivo e o móvel, pinte o motivo antes da retirada da parafina. O melhor acabamento para esta técnica é cera ou verniz poliuretano.
Para áreas grandes, como tampos e portas, passe uma camada fina de cera incolor. Aplique com um pedaço de tecido ou um pincel duro.

detalhe de fundo trabalhado com vela

Na próxima semana falarei de pintura com "pente" e outro trompe l'oeil: falso linho. 

8 comentários:

  1. Oi Regina
    Adorei as dicas, gostei do efeito com a vela, parece realmente envelhecido.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane,

      O efeito desgastado é uma técnica fácil e fica muito bonito. Estou fazendo um móvel grande com alguns detalhes trabalhados com cera, logo logo vai ter foto aqui.
      beijo

      Excluir
  2. Oi Rê! Super dicas como sempre. Já usei cera ao invés da vela. Mas não sei, acho que errei em alguma coisa na vez que fiz, pois saiu muito tinta quando fui lixar pra desgastar. Foi o que tentei no post que fiz no meu espelho de sakura. Acabei desistindo, lixei tudo denovo e usei um pincel próprio pra pátina. Achei que o resultado foi melhor. Mas não desisti ainda vou tentar denovo em uma peça menor pra treinar.

    Beijos,

    Kaku

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kaku,

      O desgaste com cera em peça pequena as vezes não funciona muito bem, é difícil controlar o tamanho da área que deve passar e muitas vezes espalha-se muita cera. Lembre sempre que aonde passou a cera a segunda tinta irá sair. Se quer pequenos desgaste use vela que é mais fácil de trabalhar.
      beijo

      Excluir
    2. Então já sei o que fiz de errado rsrsrs, passei cera em toda peça. Santa burrice Batman kkkkk!!!

      Obgda!!

      Excluir
  3. Oi Regina!
    Mais um post que pulou para a pastinha.
    Adorei as dicas, gosto muito do efeito esponjado.
    Vejo essa dica da vela também, para pintura provençal.
    Ainda quero tentar por aqui.
    No final, teremos uma apostila mesmo!
    bjs, ótima quarta e obrigada pelo elogio :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria,

      Se gostou vá preparando a pastinha que ainda tem vários post!
      As duas técnicas de hoje são fáceis e com ótimo resultado. O esponjado é ótimo pois pode ser aplicado em qualquer material.
      beijo

      Excluir
  4. Olá Regina...
    Que show, você está dando aula de pintura através do blog,parabéns!!
    Achei sua iniciativa brilhante!!
    Quanta coisa perdi, mas já dei uma bos visitada nas postagens anteriores e adorei,você é demais...adoro!!
    Sua visita me deixou muito feliz, amei!!
    Bjus com carinho e feliz quinta feira!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário