14 de out de 2019

Almofadas bordadas e coloridas

Hoje trago mais um trabalho feito com retalhos retirados do catálogo de tecidos de decoração comprado em um brechó. Com eles já realizei várias peças: almofadas, sacolas, saquinhos de presente e uma pequena manta de sofá que foi morar na casa da filha antes de ser fotografada. Hoje mostro mais almofadas, agora grandes como eu gosto, também confeccionadas com tecido recuperado e usando o bordado para colorir e realçar os detalhes da estampa. Nas almofadas pequenas e mostradas anteriormente, realizei um bordado feito com miçangas coloridas (reveja aqui). Nas peças que mostro hoje usei o ponto atrás e linha Anne para contornar os arabescos da padronagem. Porém na hora de montar as almofadas, mesmo tendo acrescentado muitos detalhes coloridos, ainda achei que faltava cor por isso resolvi usar viés em cores variadas para finalizar as bordas, e aí, sim, fiquei satisfeita.

Assim era o tecido antes do bordado.

9 de set de 2019

Banco Andorinhas

Ultimamente os bancos, cadeiras e pufes tem sido uma constante por aqui e vocês já devem estar cansados do assunto, mas prometo que depois de mostrar esta banqueta com ares de casa da avó faço uma pausa no tema. Banqueta e cadeira chegaram juntas aqui em casa.Comecei a trabalhar na recuperação das duas peças ao mesmo tempo porém foi a cadeira que ficou pronta antes (já mostrei aqui) e o banco, com a parte da madeira já recuperada, ficou à espera do estofado. Minha ideia era usar uma tapeçaria que estava bordando que, afinal, não foi usada pois o tecido grosso da tapeçaria deixava o assento maior que o local de encaixe. Como gostei do patchwork que usei na cadeira e ainda tinha alguns retalhos do mesmo tecido resolvi repetir na banqueta. As andorinhas bordadas são uma homenagem ao agradável e quente verão do Algarve.

O antes:


15 de ago de 2019

Banquinho e cesto com farrapos

Na hora de assistir televisão, ler ou bordar gosto de ficar bem confortável, de preferência com os pés para cima. Como os outros moradores da casa também gostam do mesmo conforto achei por bem aumentar o tamanho do banquinho que fica perto do sofá. Quando encontrei este grande puff decidi comprar mesmo não gostando da estampa do estofado e já pensando em usar cordões de tecido para fazer um novo forro. A técnica já apareceu no blog e consiste em transformar tiras de tecido em cordões (quem não viu ou não lembra veja as fotos e o vídeo para saber como transformo retalhos em peças interessantes, basta clicar aqui).
As duas peças foram feitas na máquina de costura unindo os cordões com ponto zigue-zague e dando a forma desejada, a diferença foi o acabamento dado ao cesto para deixa-lo mais firme e resistente: passei duas camadas de termolina leitosa caseira e costurei uma borda em tecido rígido. Foi um trabalho demorado só para fazer a quantidade de cordão necessário, 450 metro, passei quase dois meses cortando e enrolando as tiras de tecido e ainda trabalhei mais uma semana para costurar e montar as duas peças!  


Aplicando as flores de retalhos. 

 
Transformando as sobras de tecido em cordão com ajuda da furadeira. 
O banco com o estofado original. 

5 de ago de 2019

Mesinha de peneira recuperada

Lembram da peneira que transformei em estante de plantas (reveja aqui)? Pois encontrei outra ainda mais velhinha, mais danificada por cupins e com mais ferrugem que a primeira, mesmo assim trouxe para casa. Depois de muito trabalho para eliminar os insetos e a ferrugem (nesta parte contei com a ajuda do marido) a peneira se transformou em uma mesinha de apoio que também serve para guardar e expor objetos. Os simpáticos pés palito também são reciclados, encontrei ao lado de um contentor de lixo, ainda presos no que um dia teria sido o tampo de uma mesa, o resto da madeira estava tão podre que foi fácil arrancá-los, depois de limpos e pintados ficaram perfeitos ma mesinha. 

Abaixo a peneira suja e enferrujada e os pés palito presos em restos de madeira.


A inspiração de transformar a peneira em mesa e expositor veio do Restaurante Aviz, em Castelo Branco, onde a decoração é muito bonita e criativa, abaixo fotos das mesas inspiradoras. 

1 de jul de 2019

Cabideiro

Este cabideiro, que foi feito sob medida para este cantinho, estava na minha lista de desejos há tempos e foi no inverno, quando aumenta o número de casacos usados e também a necessidade de ter um local para acomodar aqueles que usamos com frequência, que enfim consegui montá-lo. Gostei bastante e achei muito funcional pois além de guardar os casacos e as bolsas também tem espaço para acomodar as echarpes, os xales e os óculos, tudo no mesmo local e ao alcance das mãos.
Sem falar que foi construído com pouco material (uma caixa recuperada, duas traves redondas e uma fileira de ganchos comprados prontos na HM Home).Também é fácil de montar e desmontar (função importante para quem muda-se com frequência) e ainda tem a vantagem de ser um cabideiro horizontal sem a chatice de furar parede e usar buchas e parafusos, pois são as pernas que sustentam o peso das peças penduradas. Basta um adesivo dupla face et voilà! já ficou fixo.

Moldura fininha no acabamento da caixa.
Detalhe das traves superior e inferior que fixam a caixa nas penas.