22 de fev de 2016

Reciclando trapos e farrapos

Continuo na cruzada para diminuir os retalhos que tenho no atelier e sempre que tenho uma folga vou à internet em busca de inspiração. Outro dia vi no Copy&Paste tapetes de retalhos feitos pela Cintia, do blog My Poppet. Ela faz cordões de tiras de tecido e os transforma em lindos tapetes - o que me deixou encantada com a beleza das peças e com a criatividade -  que se encaixavam perfeitamente na minha vontade de usar os tecidos e as linhas que tenho em excesso.
Selecionei os retalhos, cortei em tiras e comecei a fazer os cordões seguindo as instruções do site. Passadas três semanas e com alguns metros de cordão prontos comecei a montar o primeiro círculo, assim teria a noção da quantidade necessária para fazer uma  toalha individual e do quanto ainda teria que tecer para completar o jogo para quatro lugares que pretendia fazer. Para meu desânimo percebi que ainda faltavam muitos metros e comecei a pensar em como poderia acelerar o processo sem correr o risco de piorar a já recorrente tendinite. Foi assim que lembrei do passeio que fiz há alguns anos a Guédelon, local onde um grupo de pessoas tenta construir um castelo usando os mesmos meios e ferramentas da idade média. Das oficinas visitadas no local a que mais me agradou foi onde faziam as cordas usadas na obra. Eram cordas de sisal feitas com vários fios, mas o processo era o mesmo: torcer os fios para um lado, juntar e torcer no sentido oposto. O artesão encarregado usava uma estrutura de madeira fixa ao chão onde prendia uma das pontas do sisal, a outra ponta era presa em uma manivela distante uns dois metros, com esta ajuda ele conseguia torcer alguns metros de corda de uma vez e foi lembrando disso que prendi as tiras de tecido em uma base fixa e usei a furadeira elétrica como manivela. Eureca! Deu certo e consegui aumentar a produção de cordão de poucos para muitos metros por dia e assim terminar os individuais e uma cestinha de pão rapidamente.
No final do post tem um vídeo mostrando como fazer os cordões usando a furadeira elétrica.

  
Também uso como protetor para a fruteira não arranhar a mesa.
 
Os coloridos círculos prontos e já bonitinhos, mas ainda coloquei bordas coloridas para deixar ainda mais alegres. Gostei muito do resultado e já estou com o cesto cheio de tiras de tecido para continuar fazendo as cordas, talvez só com duas ou três cores, ou só uma cor na corda e costurar com linhas de várias cores, as opões são muitas é deixar a criatividade do momento comandar.  
 
Não se preocupe com os fios presentes no cordão, eles ficaram presos pela costura. Quando terminar o círculo veja se ficou alguma falha e repasse uma costura no local.
No vídeo mostro como faço os cordões usando uma furadeira elétrica.

13 comentários:

  1. Que criativa! Tentarei fazer aqui em casa e te conto o resultado. Boa noite, querida Regina.
    Beijos
    Flor de Liz

    ResponderExcluir
  2. Regina!

    Fiquei encantada com a ideia e com o resultado! Parece um jogo americano do tempo da vovó... Amei!

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir
  3. Que vídeo legal! Eu não tinha entendido como eram enrolados esses tecidos!
    Nossa Regina quanto capricho!!!
    Esses sousplats ficaram incríveis!
    Ai amiga, estou com uma invejinha, queria poder fazer mais artesanato, é uma maravilha. Adoro!
    Essa dica é ótima, tenho tantos retalhinhos perdidos, não sabia o que fazer com eles...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Regina, acho que a cada post vc se supera! sério! adorei a técnica e o resultado não poderia ser mais simples e bonito! Como sempre vc não se limita ao que lê e ainda inova com a furadeira. Muito bom! achei tanto os sousplats quanto a cesta, encantadores. Tenho uma cesta de pão baguette, que agora que penso, deve ser feita com uma técnica parecida, mas foi presente, e uso muito. Acho que esse tipo de trabalho faz uma mesa rústica bem bonita. Parabéns e obrigada pela partilha tão bem explicada. Bom fim de semana ( com chuva, vento e frio, pacote completo).

    ResponderExcluir
  5. Esqueci de dizer: o acabamento na borda fez toda a diferença! A.D.O.R.E.I.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Regina!

    Que trabalho lindo!!! Ficou encantador!!

    Abraços e uma boa semana, Cris

    ResponderExcluir
  7. Oi Regina!

    Passando para te desejar uma ótima e criativa semana!

    Abraços, Iris

    ResponderExcluir
  8. Regina, que máximmmmmmmmmmmmmmooooooooooooooooooo! Amei a técnica e felizmente vc fez um vídeo: eu lia e lia e não conseguia entender. Os sousplasts ficaram lindos e adorei o colorido. Vc usou tecidos de algodão ou de malha? Gente, eu amei isso! A cestinha também ficou uma graça!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rebeca,

      Que bom que gostou, é uma boa forma de reciclar os retalhos que vamos acumulando. Usei somente tecido de algodão, retalhos novos e tambem lençóis e fronhas velhos, aproveitei a arrumação dos armários que costumo fazer no inicio do ano para reciclar. Faça que você vai adorar.

      Beijo e bom final de semana.

      Excluir
  9. Regina, eu adoro seus trabalhos. Não sei porque fico tanto tempo sem passar por aqui. Adorei a forma que você encontrou para reciclar retalhos, ficaram lindas as toalhinhas e a cesta também. Adorei a técnica usando a furadeira. Ah, obrigada pela menção. Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Adorei conhecer esta técnica! Faz um efeito super colorido e bem bonito e ainda por cima reutiluza retalhos! Muito bom gosto. obrigada pela partilha :)

    ResponderExcluir
  11. Bonita e útil ideia! Um dia eu irei fazer com retalhos, que me deixam recordações. Obrigada pela partilha e tudo de bom para si!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário