19 de jun de 2017

Presente para o marido - uma garrafeira

Este ano o presente de aniversário do marido foi uma garrafeira - adoro o nome usado aqui em Portugal para os móveis que guardam garrafas - e ficará no cantinho de lazer que temos na garagem onde marido gosta de assistir aos jogos de futebol e papear com os amigos. O móvel foi feito por encomenda, mas quando recebi achei muito alto e com aspecto "pesado" não combinando em nada como o gosto do marido e meu. Para resolver o problema troquei a base original por pés mais baixos e mudei as prateleiras de madeira por de metal própria para garrafas. Com as alterações o móvel ficou mais leve e bonito, pronto para receber a pintura. Os motivos em trompe l'oeil são os favoritos do marido e por isso foi o escolhido para a lateral; nas gavetas pintei um modelo simples e completei com tachinhas de tapeceiro e puxadores em ferro envelhecido. Com o móvel finalizado foi só colocar algumas garrafas de vinhos da preferência do aniversariante e o presente ficou pronto. 

 


Aproveitando um dia ensolarado para envernizar. 
O móvel antes das mudanças.
E aqui preparando para a pintura. 

12 de jun de 2017

Biscoitinhos de grãos

A receita de hoje é para atender pedido de amigos que provaram estes biscoitinhos aqui em casa ficaram encantados com o sabor e pediram a receita. Se você gosta de sementes com certeza também vai se apaixonar por estes biscoitinhos deliciosos e crocantes. O preparo é muito fácil e o sabor pode variar a seu gosto. Teste e depois me diga se é ou não uma maravilha!


Ingredientes:

1/3 de copo de linhaça (misturei marrom e dourada)
2/3 de copo de água
1/3 de copo de gergelim
1/3 de copo de semente de abóbora
1/3 de copo de semente de girassol
1/2 colher de chá de sal
2 colheres de chá de alecrim seco
2 colheres de cominho
(use os temperos de sua preferência: orégano, alho, manjericão, canela etc.).


Preparo:

Junte a água e a linhaça e deixe de molho por no mínimo 6 horas, (ou coloque a noite para fazer no dia seguinte), A linhaça vai criar um gel, como a clara de ovo,. Junte as outras sementes e os temperos. Forre um tabuleiro com papel manteiga, despeje a mistura de sementes e espalhe em uma camada bem fininha, tendo cuidado para não deixar grandes buracos (costumo fazer esta etapa com a ajuda de uma espátula de bolo). Leve ao formo médio, 100/120 graus, por 45 a 60 minutos ou até secar e ficar crocante, não deve tostar. Retire do forno espere esfriar e quebre em vários pedaços. Guarde em um pote hermético. 

Consistência dos ingredientes misturados.


5 de jun de 2017

Sacolinha de Crochê e balancim

Comecei a fazer esta sacolinha para aproveitar sobras de linhas sem seguir modelo e sem pressa, só juntando as linhas em ponto baixo. O tempo foi passando, outros trabalhos passando na frente e a sacolinha continuava no fundo do cesto esperando para ser terminada. Na última semana consegui completar a faixa marrom, última parte do trabalho em crochê, coloquei forro em tecido listrado e alças prontas em falso couro pressas com rebites. O trabalho de acabamento das alças ficou "quase" profissional graças ao meu balancim, sonho antigo realizado no meu último passeio a 23 de Março.

 Coloquei um forro colorido, assim ficou mais firme e resistente. 

29 de mai de 2017

Farrofa de couve flor, aveia e chouriço

Esta receita é muito saborosa, nutritiva e com uma textura surpreendente, perfeita como prato principal ou acompanhamento para quem não deve ou não quer abusar dos carboidratos. Na preparação de hoje usei chouriço, que deixa esta cor avermelhada, mas já testei com bacon e na versão vegetariana: com couve manteiga e cenoura, aqui em casa seja qual for à combinação o resultado sempre agrada, vale a pena testar. 


Ingredientes: 

1 couve flor média,
100g de chouriço (bacon ou linguiça) picadinho,
1 xíc. de aveia em flocos,
2 dentes de alho esmagados, 
1 cebola média picada, 
1 molho de coentro picado, 
2 col. sopa de óleo. 

Preparo:

Em uma panela grossa torre a aveia por 5 minutos, reserve. Corte a couve flor em pedaços pequenos e triture no mixer (triture aos poucos deixando do tamanho dos grãos de arroz). Coloque o óleo na panela e leve ao fogo médio. Junte a cebola e quando começar a dourar junte o alho e doure mais um pouco. Baixe o fogo e junte o chouriço, mexendo sempre. Volte a aumentar o fogo e junte a couve flor picada, continue mexendo por 2 a 3 minutos (a couve não deve cozinhar muito, deve ficar crocante). Junte a aveia e o sal mexendo mais um pouco. Desligue o fogo e junte o cheiro verde. Bon appétit!


 
Couve flor triturada, 
Aveia tostada. 

22 de mai de 2017

Floreira reciclada: pé de ventilador

Meu jardim ganhou mais um cantinho florido depois que reciclei o pé de um velho ventilador e transformei em suporte para vasos de flores. Preparei uma base em madeira para cobri o feio pé e dá mais peso e estabilidade a floreira. No tubo metálico, que antes sustentava o ventilador, coloquei um cabo de ancinho (mais grosso e mais resistente que o de vassoura), onde prendi ganchinhos e pendurei cachepots coloridos. Para finalizar passei uma pátina leve nas partes em madeira e impermeabilizei com várias camadas de verniz. A madeira usada na base também é reciclada: aproveitei parte do pallet que veio com a cerâmica do piso da varanda, trocado recentemente, depois de tudo pronto foi só colocar plantinhas floridas. 

Também usei os pinos plásticos que antes estavam no pé do ventilador para levantar a base e evitar que a madeira fique em contado direto com o chão.  

15 de mai de 2017

Almofada de cactus

Adoro ter plantas espalhadas pela casa, qualquer cantinho fica mais colorido e alegre quando tem um verdinho, mas confesso que não gosto dos cactos, pois sempre me machuco nos espinhos deixando dedos e braços vermelhos e doloridos, um verdadeiro desastre. Desde o verão passado que queria fazer alguns vasinhos com cactos de feltro ou crochê, a versão almofada surgiu depois de visitar os blogs da Susi e da Val onde me inspirei, melhor dizendo copiei mesmo, com a devida permissão claro. Meus cactos ganharam pompons, flores de crochê coloridas e um carinhoso abraço, sem espetadelas, das duas Fridas.

8 de mai de 2017

Floreira reciclada

Reciclar é uma das minhas atividades preferidas e quando consigo fazer uma belezinha como esta da foto usando material descartado fico ainda mais feliz J. Encontrei o vidro da luminária em uma pilha de entulhos de construção, as pedras e a plantinha fui buscar no quintal, o pequeno pássaro é parte de um enfeite de jardim que tenho há anos. Juntei tudo e nasceu uma floreira cheia de charme até a borboleta gostou.