16 de jan de 2017

Marcador de página com flores

Retornando lentamente às atividades e desejando a todos muita saúde, tranquilidade e realizações, que 2017 seja um bom ano para todos nós.
Hoje mostro as lembrancinhas que preparei para amigos: marcador de página com flores de tecido coloridas. Foram feitos com papel kraft firme, cartolina colorida e papel estampado. Em alguns carimbei um pequeno pássaro, em outros imprimi o significado do nome de cada amigo ou alguns poemas, depois enfeitei com flores de tecido. Os que foram feitos com cartolina foram plastificados para ficarem firmes e resistentes. As flores são as mesmas que já apareceram por aqui enfeitando pacotes de presente (veja aqui) ou sacolas (veja aqui),  Também tenho a versão chaveiros de flores, mas estes ficam para uma próxima postagem.

19 de dez de 2016

Guirlandas e embalagens sustentáveis

As últimas decorações já estão prontas e os presentes embrulhados. Nesta etapa usei e abusei de galhos do cipreste que tenho no quintal. Enfeitei guirlandas, presentes, arranjos de parede e até reproduzi a pequena árvore fornecedora dos galhos para enfeitar o aparador. Nos bastidores coloquei casinhas, luzes, flocos de neve e renas. Também tem minicidade, parque de diversão e trenó, tudo preparado para a diversão dos netos. Por sugestão da filha usei material reutilizável para embalar os presentes, preparei saquinhos e sacolas com os muitos retalhos que tenho em casa, também usei tecidos para embrulhar os volumes maiores, além de caixas recicladas.
A família começa a chegar deixando a casa mais alegre e movimentada e, para aproveitar este momento especial faço uma pausa no blog, volto 15 de janeiro.
A todos que por aqui passam meus votos de Feliz Natal e um Novo Ano de paz e alegria!

O Calendário do Advento veio para o corrimão da escada. 
Para embrulhar os presentes caixas recicladas enfeitadas com galhos de cipreste,
e  tecido no lugar do papel.

12 de dez de 2016

Decorações Natalinas de boas vindas

Preparei um cantinho de boas vindas natalícias na entrada da casa com muitas luzes e algumas peças decoradas com o tema. Tem um pequeno painel com o nome Noël, feito com antigas bijuterias, o Rodolfo, troféu que trouxe comigo na última viagem que fiz a casa da filha, pintei de branco, coloquei uma moldura vermelha e enfeitei com uma guirlanda de luzes, por último uma lanterna onde preparei uma verdadeira nevasca, mesmo sendo falsa, para melhor acomodar o pequeno boneco de neve, que espero esteja confortável. Para o painel comprei letras prontas e pintei de branco, com exceção da letra "O" pintada em vermelha e onde colei as bijuterias, algumas usadas na forma original, outras em partes ou somente as pedras, para o acabamento usei uma base de madeira pintada de vermelho.
Reciclando velhas bijuterias no pequeno painel Noel. 

5 de dez de 2016

Árvore de guirlandas

Chegou dezembro e já estou contando os dias para a chegada da família. Enquanto espero vou enfeitando cada cantinho da casa. Para decorar a árvore preparei miniguirlandas em feltro, crochê e lã e reutilizei enfeites de anos anteriores, como os pingentes feitos com tampa de lata (veja aqui). Para confeccionar as guirlandas usei argolas de cortinas, pulseiras sem uso e outros objetos com forma circular (como tampas de potes plásticos). Na decoração das pequenas peças usei linhas, sianinhas, miçangas, fitas e enfeites com tema natalino. Os bordados foram feitos a mão livre inspirados no azevinho, (Ilex aquifolium), com suas frutinhas vermelhas e folhas cheias de pontas e, claro, muito dourado que juntei por minha conta.

Para as guirlandas de crochê usei pulseiras antigas e a borda de uma tampa de plástico.


E assim ficou minha árvore, cheia de mini guirlandas e outos enfeites a prova de pequeninos que começam a andar, assim espero!

28 de nov de 2016

Caixa de armazém e porta temperos

Quando vi esta caixa na internet me lembrei da minha infância e do armazém do "Seu Pedro", onde minha mãe fazia compras. Os cereais eram armazenados em caixas como estas e eu e minha irmã, mesmo sabendo que levaríamos bronca, adorávamos ficar brincando de enterrar as mãos no arroz, feijão ou milho. Além da boa lembrança a caixa seria a solução para meu problema: guardar as batatas, cebolas, alhos e outros tubérculos que não necessitam de refrigeração e ainda ganharia espaço no balcão com a retirada da grande fruteira que usava para este fim. Reciclei madeira de caixas de vinho, usei madeira nova somente nas laterais e na frente e, para aproveitar melhor o espaço, coloquei uma pequena estante na parte superior da caixa onde acomodo os vidros de temperos que uso com mais frequência. Pintei com as mesmas cores do pequeno móvel que utilizo para aguardar os utensílios do café (veja aqui) que fica no mesmo balcão. Encontrei o modelo e as instruções para confecção no site Rogue Engineer, onde tem um pap bem explicado (veja aqui).